As principais características do café

principais características do café

É possível medir um saboroso gole de café? Especialistas e degustadores descrevem várias características dessa bebida, que são responsáveis por controlar o seu gosto, todas definidas por vários fatores, bem como: a genética da planta, o terreno de cultivo, a torra e até a moagem dos grãos. Neste contexto, conheça mais sobre as principais características do café:

As 4 principais características do café

Aroma

Quando se identifica aquele cheirinho bom de uma comida, já começamos a sentir o seu sabor, e com o café não é diferente, o aroma chega no nosso faro e nos traz uma prévia de seu gosto. O olfato alia-se ao paladar, e ambos trabalham em nos dar a satisfação de consumir um agradável cafezinho.

Quimicamente, o aroma é definido por compostos voláteis (compostos que vaporizam facilmente), captado por nossas vias nasais e interpretadas por nosso sistema nervoso. Como resultado, sentimos os cheiros das coisas. Afinal, o café possui cerca de 800 moléculas voláteis, por isso, seu odor é marcante e bem reconhecível.

A nossa querida bebida é tão rica na possibilidade de aromas, que a SCA (Specialty Coffee Association), após várias pesquisas, criou um gráfico famoso em formato de roda que classifica os possíveis aromas.

Corpo

Você já sentiu que certos cafés são mais marcantes na boca, enquanto outros são mais leves? Esse é o famoso corpo da bebida, é uma sensação tátil direto na nossa língua, que basicamente determina a viscosidade e a aquosidade do líquido.

Caso você seja uma pessoa mais equilibrada, existe a opção balanceada, o corpo médio, mas se um cafézinho mais viscoso te atrai, é porque a sua preferência é por um corpo maior na sua bebida. Cafés assim são cultivados em altitudes mais altas ou passaram por uma torragem mais forte. Já se o seu gosto é por um café mais delicado e aquoso, você deve procurar por cafés de corpo menor, esses cafés são plantados em altitudes mais baixas e possuem torragem mais clara.

As máquinas de café expresso, como as fornecidas pela Solution Café, produzem uma bebida mais concentrado e mais encorpado. Quando o jato sai da máquina, o fundo do recipiente tende a receber a parte mais pesada, e o topo vai recebendo a parte mais leve. Por isso é importante misturar o café com uma colherzinha, visando destacar essa característica que torna os nossos cafés agradáveis.

Acidez

O gosto ácido é um dos sabores clássicos que o nosso paladar reconhece. Ele traz aquela sensação brilhante, pontuda, que você sente nas laterais da sua língua, bem marcada quando tomamos um suco de laranja, por exemplo.

O café também tem a sua parte ácida. Em cafés provenientes de altitudes mais altas, essa qualidade será mais intensa, e se o grão vem de uma altitude baixa, a acidez é menor. A torragem também afeta essa característica, uma torra escura irá suavizar os ácidos presentes nos grãos.

Este é um fator cujos extremos precisam ser evitados, uma acidez alta deixará gosto azedo, enquanto, uma acidez nula deixará a bebida sem graça.

Amargor

Por fim, outro sabor clássico presente no seu café é o amargo, ele é um ótimo meio para balancear a doçura e a acidez, mas cuidado, se o amargor for muito intenso, o gosto poderá ficar desagradável.

Sendo assim, na próxima vez que tomar um café de uma de nossas máquinas, lembre-se de identificar essas e escolher o que melhor te agradar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.